Como empreender no exterior: Abrindo seu próprio negócio nos EUA

Cada vez mais brasileiros estão buscar abrir negócios no exterior. Diante da situacao atual do pais, os brasileiros podem fora do Brasil abrir pequenas e grandes empresas, prestar serviços e desfrutar das vantagens do sistema de negócios de outros países.

Os empreendedores que decidem internacionalizar seus negócios têm uma grande oportunidade de expandir seus empreendimentos, atrair novos clientes ou investidores e aumentar a credibilidade de suas empresas.

Se você pretende criar uma empresa no exterior, o processo não é tão cansativo quanto pode parecer. Uma das principais economias do mundo, os Estados Unidos, é o principal destino para os investidores internacionais.

Cidadãos não americanos podem abrir seus negócios e desenvolver suas empresas com uma das taxas de impostos mais baixas do mundo. Depois que um país é escolhido, pode ser difícil reverter a decisão, pois haveria consequências dispendiosas, dependendo da complexidade e da quantidade de legalidades a serem transpostas.

Neste artigo iremos dar alguns detalhes concisos e eficientes sobre como expandir seus negócios para os EUA, caso você seja residente permanente ou não. As etapas a seguir irão explicar o processo de escolha de um tipo de negócio adequado, abrir uma conta bancária nos Estados Unidos e muitos outros detalhes importantes.

Que estrutura de negócio escolher?

Se você tem a intenção de iniciar seu negócio legalmente, você tem algumas opções e hoje vamos abordar as mais comuns – criar uma LLC ou uma C-Corporation.

A escolha de uma estrutura de negócios depende das responsabilidades fiscais e de um nível adequado de responsabilidade pessoal para você. Não há restrição específica quanto ao número de proprietários de negócios ou de qual país eles são.

Empresa de responsabilidade limitada (LLC)

LLC é um dos tipos de negócios mais difundidos na América, escolhido por um número significativo de empreendedores.

Combina características da corporação e uma parceria, dando a seus membros proteção total contra ações judiciais ou no caso de diversos eventos infelizes que podem prejudicar seus negócios. Além disso, seus membros podem dividir os lucros da maneira que quiserem.

Também protege pertences pessoais e contas bancárias de seus membros. Possui um sistema de tributação claro, denominado “pass-through”, pois permite que os proprietários da empresa paguem impostos sobre a renda proveniente de seus negócios nas declarações de imposto de renda de pessoa física.

C-Corporation

A C-Corporation não é uma das opções mais fáceis e raramente recomendadas para cidadãos americanos devido ao sistema de dupla tributação. Mas é útil se você pretende envolver investidores em sua empresa.

Esses negócios são tributados separadamente de seus proprietários, que são chamados de acionistas, pois cada um deles possui uma parte da empresa.

A desvantagem mais importante é que eles são “bitributados” – primeiro quando a receita auferida pela corporação e, segundo, quando os dividendos são divididos entre os acionistas.

Dando os primeiros passos para criar o seu negócio

Antes de mais nada, você precisa escolher um estado onde pretende administrar seu negócio.

É possível abrir uma empresa em qualquer estado, mas a escolha depende dos objetivos que se pretende atingir. Para residentes permanentes, é aconselhável desenvolver seus negócios no estado em que estão fisicamente presentes.

Se você é estrangeiro, deve determinar se a filial física será aberta e se pretende estar presente no país.

Se você não comparecer aos EUA, Delaware, Nevada e Wyoming são os estados mais internacionalmente amigáveis ​​para registrar uma empresa. Seus bancos estão mais familiarizados com o atendimento de clientes internacionais sem escritórios locais.

Delaware é a Meca para LLCs devido às suas taxas de depósito mais baixas e leis favoráveis ​​aos negócios. Wyoming será a melhor opção se você não planeja criar uma filial física de sua empresa e trabalhar apenas por meio de conta bancária nos Estados Unidos.

Depois de escolher um tipo de negócio preferencial, o estado e o nome da empresa, você pode iniciar o processo de registro.

Encontre um Agente Registrado

O Agente registrado é uma pessoa ou empresa com endereço físico que irá assinar e receber documentos oficiais em nome da empresa. Deve estar registrado no mesmo estado e deve ser fácil encontrar informações sobre essa empresa ou pessoa.  Esse agente pode ser você.

Este não é um serviço gratuito e, em geral, pode custar $45 ou $100 por ano. A lei exige que todas as LLCs e Corporações devem ter Agentes Registrados disponíveis durante o horário de trabalho.

Obtenha um Número de Identificação do Empregador (EIN)

O EIN é um número de identificação de sua empresa perante o governo federal, emitido pelo Serviço de Receita Interna dos EUA (IRS).

Este também é o seu CNPJ sem o qual sua empresa não pode iniciar seu trabalho. Ele permite que você conduza seus negócios legalmente – abra uma conta no banco, contrate funcionários e pague impostos.

Para residentes que possuem Número de Seguro Social, é possível se inscrever por meio de um formulário online no site do IRS. Os não residentes devem obter um advogado comercial para atuar como seu representante terceiro, que apresentará o pedido e receberá o número em seu nome.

Crie uma conta bancária nos EUA

Para a maioria dos não residentes, esta é a parte mais complicada, pois é difícil viver sem um endereço permanente no país.

A solução é encontrar um banco americano em seu país e consultar com ele quais ações devem ser realizadas. Se você visitar os EUA, pode simplesmente entrar em qualquer banco que desejar e criar sua conta bancária.

Só não se esqueça de mostrar seus documentos de constituição, EIN, e dois documentos com fotos para se identificar. Busque por Credit Unions para criar a conta da sua empresa. Há um longo debate sobre se os bancos ou cooperativas de crédito são “melhores”. E é importante entender a diferença para responder a essa pergunta. Um banco é uma instituição com fins lucrativos e uma cooperativa de crédito é uma organização sem fins lucrativos que fornece serviços financeiros comparáveis.

Então, quais são as vantagens das cooperativas de crédito? Na maioria das cooperativas de crédito, os acionistas são os membros, enquanto os bancos canalizam seus lucros para subir na cadeia até seus proprietários. Isso significa que há mais oportunidade para os membros economizarem em serviços e ganharem uma porcentagem maior do total de juros acumulados com contas de poupança e outros investimentos.

Como membro de uma cooperativa de crédito (credit unions), você geralmente acaba com taxas de juros e taxas mais baixas (uma grande vantagem). Por outro lado, os grandes bancos normalmente têm mais agências onde os clientes podem fazer negócios e investir mais em aplicativos e serviços de conveniência. Então, pode-se dizer que o que é melhor é uma questão de preferência.

Como manter seu negócio ativo?

Quer tenha escolhido LLC ou Corporation, você precisa aprender como manter sua empresa para evitar problemas indesejados.

Para tornar este processo fácil e confortável, não esqueça das taxas anuais para seu Agente Registrado. Sua importância é bastante óbvia – ele mantém seus documentos legais e estaduais que são necessários para conduzir um negócio.

Você também deve preencher um relatório anual sobre as atividades de sua empresa. É um documento que traz informações detalhadas sobre todas as atividades da empresa ao longo do ano.

Existem inúmeros serviços que podem ajudá-lo com este procedimento e responder a todas as perguntas.

O Relatório Anual fornece às autoridades estaduais atualizações importantes sobre os endereços de sua empresa, nomes e endereços de diretores, proprietários e gerentes, a finalidade de sua empresa, seus agentes registrados, etc.

Nem é preciso dizer que quaisquer taxas anuais e impostos devem ser pagos regularmente e dentro do prazo. Se você violar os requisitos e acordos de pagamento, terá que enfrentar problemas desnecessários e colocar seu negócio em risco.

Para cidadãos não americanos, o cumprimento da lei é obrigatório, pois evita problemas fiscais e de imigração. E certifique-se de que sua empresa atende a todos os requisitos do seu município.

Preencha todos os formulários do estado, pague as taxas apropriadas, envie relatórios regularmente e verifique se você possui todas as licenças e outros documentos necessários. Dessa forma, seu negócio poderá se manter ativo contribuindo com a economia americana.

Brasileiros empreendendo nos EUA

De acordo com um artigo do Diario do Comercio com o especialista em negócios Internacionais, André Duek – que reside e atua nos EUA há sete anos – o cenário para empreender em território norte-americano nunca foi tão bom para empresários do Brasil. Os setores em que os brasileiros mais atuam são o alimentício, financeiro, tecnologia e turismo, especialmente no estado da Flórida.

Os brasileiros, muitos mineiros estão presentes principalmente no Sul da Flórida e em Boston. Eles se destacam no ramo de gastronomia, atuando em restaurantes, padarias, supermercados e, claro, em restaurantes de comida mineira.

Comparativos entre empreender no Brasil e nos Estados Unidos

Muito se fala de que o Brasil tem um dos sistemas tributários mais complexos do mundo. Temos burocracia, informalidade, corrupção e uma lista enorme de problemas. E esses problemas sao reais e os principais que mantem os negocios no Brasil de prosperar mas o custo de se operar no Brasil nao ‘e tao alto quanto se pensa.

“Reconhecimento de firma” e “Cópia autenticada” são figuras que não fazem parte do dia-a-dia de negócios nos EUA. O que você fala vale, e ai de você se não falar a verdade. Endeavor.com

O Brasil é menos intuitivo, mais burocrático, ineficiente e lento, porém é menos custoso que outros países de acordo com o site Administradores.com: “Quando colocamos na ponta do lápis custos com salário de funcionários, custo de escritório, honorários jurídicos, contabilidade e diversos outros custos naturais de qualquer empresa, vemos que os mercados desenvolvidos são na verdade muito mais caros. Os impostos no Brasil são percentualmente altos, porém o salário de uma pessoa do mesmo nível nos Estados Unidos é quase o dobro.”

Mas uma das mais completas comparacoes praticas entre empreender no Brasil e empreender nos EUA que encontrei foi o do site Endeavor. Um artigo de 2016, atualizado em 2020 conta as licoes de um empreendedor e compara varios aspectos entre os dois paises, como licensas, abertura de empresa, regularizacoes, impostos, incentivos e principalmente o tempo que se leva com os tramites burocraticos. Nos EUA esse tempo ‘e bem mais curto que no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *